Alguns textos
Posted 4 de dez de 2013 // 17:35:00
   

    Oi pessoinhas. Tudo bom ai? Eu nem tanto. Aqui estou eu, toda depressiva, escutando Nirvana e lamentando meus 3 de 7 afiliados em hiatus :c But okaaaaaay. Como estou sem nada pra fazer mentira, trouxe alguns textos que encontrei por aí. Eles são bem sentimentais na minha opinião, mas eu gostei tanto que salvei e trouxe pro blog. Eu teria que terminar esse parágrafo, mas o que posso falar? HMM... Ah, tirei 8,5 no simulado, isso é muito bom, dajowdjd. Me considero uma boa aluna. Vocês foram bem nas provas finais?


    Enfim, espero que aproveitem os textos. Ah, e se tiverem preguiça de ler (não se preocupem, eu também tenho amigo, também tenho), leiam apenas os testinhos, aqueles bem pequenos para formarem um comentário descente. Estou pedindo isso porque a uns dois posts atrás uma garota comentou e eu tive uma sensação de que ela nem leu o título do fucking post. Pelo amor de Vênus, não faça essa merda. -q Isso é mais irritante do que ficar presa na escola. Os textos estão aqui, ó:


Desisti. E isso é a coisa mais triste que tenho a dizer. A coisa mais triste que já me aconteceu. Eu simplesmente desisti. Não brigo mais com a vida, não quero entender nada. Vou nos lugares, vejo a opinião de todo mundo, coisas que acho deprê, outras que quero somar, mas as deixo lá. Deixo tudo lá. Não mexo em nada. Não quero. Odeio as frases em inglês mas o tempo todo penso “I don’t care”. Me nego a brigar. Pra quê? Passei uma vida sendo a irritadinha, a que queria tudo do seu jeito. Amor só é amor se for assim. Sotaque tem que ser assim. Comer tem que ser assim. Dirigir, trabalhar, dormir, respirar. E eu seguia brigando. Querendo o mundo do meu jeito. Na minha hora. Querendo consertar a fome do mundo e o restaurante brega. Agora, não quero mais nada. De verdade. Não vejo o que é feio e o que é bonito. Não ligo se a faca tirar uma lasca do meu dedo na hora de cortar a maça. Não ligo pra dor. Pro sangue. Pro desfecho da novela. Se o trânsito parou, não buzino. Se o brinco foi pelo ralo, foda-se. Deixa assim. A vida é assim. Não brigo mais. Não quero arrumar, tentar, me vingar, não quero segunda chance, não quero ganhar, não quero vencer, não quero a última palavra, a explicação, a mudança, a luta, o jeito. Eu quero não sentir. Quero ver a vida em volta, sem sentir nada. Quero ter uma emoção paralítica. Só rir de leve e superficialmente. Do que tiver muita graça. E talvez escorrer uma lágrima para o que for insuportável. Nada pessoal. Algo tipo fantoche, alguém que enfie a mão por dentro de mim, vez ou outra, e me cause um movimento qualquer. Quero não sentir mais porra nenhuma. Só não sou uma suicida em potencial porque ser fria me causa alguma curiosidade. O mundo me viu descabelar, agora vai me ver dormir. Eu quis tanto ser feliz. Tanto. Chegava a ser arrogante. Tanta coisa dentro do peito. Tanta vida. Tanta coisa que só afugenta a tudo e a todos. Ninguém dá conta do saco sem fundo de quem devora o mundo e ainda assim não basta. Ninguém dá conta e quer saber? Nem eu. Chega. Não quero mais ser feliz. Nem triste. Nem nada. Eu quis muito mandar na vida. Agora, nem chego a ser mandada por ela. Eu simplesmente me recuso a repassar a história, seja ela qual for, pela milésima vez. Deixa a vida ser como é. Desde que eu continue dormindo. Ser invisível, meu grande pavor, ganhou finalmente uma grande desimportância. Quase um alivio. I don’t care.


Calei-me, deixei essa saudade ecoar dentro de mim. Ah, como torci de maneira exagerada para que o telefone tocasse e fosse você. Tens a remota ideia do quanto penso em você? Não sabe quantos sorrisos eu troquei por lágrimas e mesmo assim ainda te espero. Talvez o destino nos una, agora ou depois, num bar, numa esquina, ou em qualquer lugar…sei lá, feliz estaria só de te encontrar.


Até na hora de fazer uma prova me vem você. Tinha lá, bem no meio da folha, no final da frase: “Eles se amavam”. Eu me distraí e disse em voz baixa: “A gente também.”



Chorei… 
Chorei feito uma criança que perde a mãe, mas chorei por dentro, pois não queria causar preocupação a ninguém. Por fora eu estava seca, fria e algumas lágrimas solitárias caiam, por descuido. Dentro de mim, um oceano de tristeza.


Olha que desgraça. O moço quer me fazer feliz. E acabar com a maravilhosa sensação de ser miserável. E tirar de mim a única coisa que sei fazer direito nessa vida que é sofrer. Anos de aprimoramento e ele quer mudar todo o esquema. O moço quer me fazer feliz. Veja se pode.


Depois de todas as minhas esperanças de sorrir naquela tarde de inverno serem quase destruídas, você me ligou. Eu não sabia como reagir e nem o que pensar. Só fiquei confuso, surpreso e estranhamente feliz ao ouvir sua voz novamente. E o tempo voou, as horas passaram rapidamente e todos os problemas foram embora. A solução pra tudo é você.


Mas você vai lembrar de mim. Quando o timbre de alguma voz parecer o meu, ou quando alguém repetir tantas vezes o seu nome como eu gostava de fazer, você vai lembrar. Quando olhar para o relógio e ver que é exatamente o horário em que eu costumava te procurar, seu coração vai doer, porque você vai desejar mais do que tudo esquecer. Quando se deitar e olhar o teto vai sentir falta do calor do telefone no seu ouvido me ouvindo falar sem parar. Sentirá minha falta em tudo o que for pequeno, nos mínimos detalhes, perderá as forças quando alguém te dizer aquela palavra que levará teus pensamentos diretamente aos meus, nas músicas que eu cantava pra você, no rouco da minha voz. E os beijos de qualquer outra pessoa te farão desejar ainda mais ter de volta os meus. Quando reclamar do frio, não encontrará ninguém que te esquente tão bem quanto eu. E você vai sentir minha falta. Por favor, diga que sim. Diz que não é só comigo. Promete que quando a nossa música tocar pelas rádios você desligará o som porque além de não gostar da música, seu coração doeu.



    Nem lembro onde encontrei, então se é seu, por favor me avise e me perdoe. Bom dia pra voxês.

Marcadores: ,

16 Comentários:
Blogger ~ Lili ;3 disse...

Nossa, tem uns aí tãããão fofos.
Beijinhos, Lili <3
Clique aqui, e vá para o blog / Princesa Teen!

5 de dezembro de 2013 03:18  


Blogger Clarinha Pink disse...

Nossa que lindos os textos ! Gostei (= Bjs!

www.clarinhapink.com (POST NOVO)

5 de dezembro de 2013 09:34  


Blogger Mariana Costa disse...

Já vi a postadora não recomendando o livro e pessoas dizendo que amaram e queriam ler, isso é muito irritante, seria muito legal que todos lessem e comentassem algo construtivo.
Que textos lindos, me identifiquei com muitas coisas do primeiro; mas o último é tão de verdade o que é dito, isso realmente aconteceria, e acontece. (~confusa) Gostei de todos.
Estante de Sonhos

5 de dezembro de 2013 12:44  


Blogger Nααh-Cнαи disse...

Os blogs estão entrando com mais frequência em hiatus esse ano -.- Eu fui bem nas provas,aconteceu que eu tirei 10 em matemática por um simples engano da prof,eu tirei 8,5 em mat na verdade,só que como a diretora não gosta que fique o "5" nas notas,ela pede pra aumentar ou diminuir dependendo de como a pessoas é na classe,aí em vez de ela aumentar pra 9 aumentou pra 10,aí eu num falei nada OJIASJOSIAO' Lindos os textos,quase chorando aqui.

5 de dezembro de 2013 17:50  


Blogger Herbert Collins disse...

Nirvana? tenho uma amiga que vive falando deles, já escutei algumas músicas, mas só curti algumas... Os textos são lindos, é uma pena que não foi você que escreveu... tente escrever um, você tem talento e criatividade! >3<

Beijos,
Minus

6 de dezembro de 2013 08:26  


Blogger Herbert Collins disse...

Nirvana? tenho uma amiga que vive falando deles, já escutei algumas músicas, mas só curti algumas... Os textos são lindos, é uma pena que não foi você que escreveu... tente escrever um, você tem talento e criatividade! >3<

Beijos,
Minus

6 de dezembro de 2013 08:27  


Blogger Marcicleide disse...

Que lindos esses textos.

Sweet of Cherry

6 de dezembro de 2013 09:08  


Blogger Marcicleide disse...

Que lindos esses textos.

Sweet of Cherry

6 de dezembro de 2013 09:10  


Blogger Mandi-chan disse...

#Copy ashuashua copiei uns aqui, mas colocarei créditos claro, amei o 3° e o 5° ♥
Kiss
With You

6 de dezembro de 2013 15:30  


Blogger Mio-chan disse...

são mesmo xD

6 de dezembro de 2013 19:28  


Blogger Mio-chan disse...

obrigada C:

6 de dezembro de 2013 19:29  


Blogger Mio-chan disse...

VERDADE, já vi algo parecido com isso, não lembro o que. Poxa, se não quer ler, não comente, né? -__-'

uahushaus, eu também não me identifico com alguns, obrigada ♥

6 de dezembro de 2013 19:32  


Blogger Mio-chan disse...

é uma pena ://
suahusha, tem umas diretoras muito, sei lá, irritantes (essa não é a palavra certa euhuehu). Não fale nada mesmo, 10! Isso ae mlk! Hahahah

6 de dezembro de 2013 19:35  


Blogger Mio-chan disse...

é uma banda muito boa ♥
awnt, obrigada, vou tentar!

6 de dezembro de 2013 19:36  


Blogger Mio-chan disse...

valeu ♥

6 de dezembro de 2013 19:36  


Blogger Mio-chan disse...

heheheh, se colocou os créditos, sem problemas.
obrigada ^-^ ♥

6 de dezembro de 2013 19:37  


Postar um comentário

Adoro que comentem nos meus posts, principalmente se for um elogio! E também aceito o famoso "sdv?". Só:
- Não brigue com outros leitores.
- Dê críticas construtivas. Não venha dar uma de "bonzão" sendo mal educado (a).
- Faça pedidos pelo ask e deixe seu blog no fim do comentário, pois sempre visito.
- Não esqueça de seguir o blog para ficar por dentro!

Alguns emoticons para comentar:
⊙▂⊙ ⊙ω⊙ ⊙▽⊙ ⊙△⊙ ◑▽◐ ◑ω◐ ●ω● ≧ω≦ ≡(▔﹏▔)≡ (-__-) °○° \(≧ω≦)/ o(≧ω≦)o ╮(╯▽╰)╭ (~O▽O)~ ♪ ♥ εїз ♥ ღ ☼ ♂ ♀ ♪ ♫ ☺ (oTзTo) OωO ≧∩≦ (●´ω`●) (⊃ω⊂) (≧∪≦) ~(TωT)~ ;3 >3< >.< >ω<

... Back to the blog?

http://welcome-to-kawaii-land.blogspot.com.br/